Havakuk

Habacuque

Capítulo 1

1Revelação que o profeta Havakuk viu.
2Até quando, יהוה, eu clamarei, e tu não ouvirás? [Até quando] gritarei a ti: Violência!, e tu não salvarás?
3Por que me fazes ver a injustiça, e vês a opressão? Pois assolação e violência estão em frente de mim, há brigas, e disputas se levantam.
4Por isso que a lei é enfraquecida, e o juízo nunca se cumpre: porque o perverso cerca o justo, por o juízo é distorcido.
5Vede entre as nações, e prestai atenção, e espantai-vos, espantai-vos; porque uma obra será feita em vossos dias, que quando for contada, não acreditareis.
6Porque eis que eu levanto os caldeus, uma nação amarga e veloz, que caminha pelas larguras da terra para tomar posse de moradas que não são suas.
7Ela é espantosa é e terrível; que impõe seu próprio julgamento e sua própria honra.
8E seus cavalos são mais rápidos que os leopardos, e mais ferozes que lobos de tarde; e seus cavaleiros avançam; seus cavaleiros virão de longe, e voarão como águias que se apressam para devorar.
9Todos eles vêm para [fazer] violência; seus rostos estão orientados; e juntarão cativos como areia.
10E escarnecerão dos reis, e zombarão dos príncipes; rirão de todas as fortalezas, porque amontoarão terra, e as tomarão.
11Logo mudarão, e passarão adiante como o vento; porém culpado será quem confiar na força de seu Deus.
12Não és tu desde o princípio, ó יהוה, meu Deus, meu Santo? Não morreremos. Ó יהוה, tu os puseste para [executar] o julgamento; e tu, ó Rocha, os estabeleceste para castigar.
13Teus olhos são puros demais para veres o mal, e não podes observar a opressão; ora, por que olharias aos enganadores, e calarias quando o perverso devora ao mais justo que ele?
14Tornarias as pessoas como como os peixes do mar, como répteis que não têm quem os governe?
15Ele tira a todos com anzol, em sua malha os ajunta, e os colhe em seu rede; por isso ele se alegra e tem prazer.
16Por isso ele faz sacrifícios à sua malha, e oferece incensos à sua rede; porque com elas enriqueceu sua porção, e engordou sua comida.
17Continuará ele, pois, a esvaziar a sua malha, e a matar as nações continuamente sem ter compaixão?
010203